Mundo Ela

Os desafios da inclusão das crianças com deficiência nas escolas

Foto: Rodnae Productions no Pexels

Crianças com deficiência nas escolas – A inclusão no ambiente escolar ainda é um desafio para a maioria dessas crianças por conta das estruturas inadequadas, capacitação profissional da equipe

Em momentos desafiadores, como o que estamos vivendo, a intolerância e o preconceito, infelizmente, ainda aparecem exarcebados na nossa sociedade.

Mais uma vez levantamos a discussão acerca da inclusão social das crianças com deficiência nas escolas com a pergunta: “crianças com deficiência atrapalham o andamento das outras crianças na sala de aula?”

De acordo com IBGE, um quarto da população brasileira possui algum tipo de deficiência e precisa estar incluída no ambiente social. Já que é dever do Estado tratar com igualdade todas as pessoas – incluindo os deficientes.


É direito das crianças com deficiência, de acordo com a Lei 7.853, que todas as escolas realizem suas matrículas. E, caso a escola se recuse, estará cometendo um crime.

É ainda estipulado que o sistema educacional inclusivo crie para essas crianças a oportunidade de desenvolver, ao máximo, seus talentos e habilidades. Sejam elas físicas, intelectuais e sociais.

Resumindo: por lei todas as crianças têm o mesmo direito à educação.

A inclusão no ambiente escolar ainda é um desafio para a maioria dessas crianças por conta das estruturas inadequadas, capacitação profissional da equipe que precisa ter o conhecimento adequado e condições para aplicá-lo na escola, e acima de tudo, ainda existe muito preconceito, bullying e desinformação.

Quando falamos em inclusão, isso não significa apenas aceitar a presença da criança na escola.

Temos que nos preparar para os desafios e diferenças que cada uma delas apresenta e fazer com que as criancas, mesmo com suas limitaçōes, sejam parte do ambiente que elas estão inseridas.

Foto: Meruyert Gonullu no Pexels

É importante salientar, que no fim, todos os alunos ganham com esse convívio – já que a criança com deficiência deixa de ser excluida e a sua presença contribui, e muito, para a construção de uma visão não segregada nas escolas e, também, na vida.

Temos que aprender, como sociedade, que ser diferente é normal.

Por Rizzia Froes
@rizziafroes

Leia também:

Rizzia Froes fará live com Luiza Helena Trajano

Virgem, corpo são, mente sã

Detalhes que fazem a diferença na confeitaria

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Colunistas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments