Mundo Ela

Marketing Digital para Advogados: Veja como essa estratégia pode impulsionar seu serviço

FOTO: PEXELS

Em virtude às restrições impostas pela OAB, muitos profissionais da área jurídica ficam receosos em utilizar do marketing digital para promover seus serviços.

Porém, você já pensou que o Marketing Digital pode ser um tipo de estratégia que faça com que os clientes vão até você e não o contrário?

O marketing de conteúdo tem sido muito utilizado para atrair potenciais clientes para seu negócio, seja ele físico ou virtual, sendo este um recurso valioso e seguro para quem tem a intenção de se destacar nas redes sociais mais utilizadas atualmente. Afinal, quando um possível cliente tem uma necessidade, mesmo que seja ela jurídica, são em redes sociais como o Google que ele irá procurar.

Dessa forma, não há dúvidas que otimizar estratégias digitais, é uma excelente forma de alcançar seu público ideal e potencializar clientes, e o melhor de tudo, existe formas de fazer isso dentro das possibilidades do Código de Ética da OAB.

Mas afinal, o que diz a legislação?

O artigo 28 do Código de Ética da OAB diz que “o advogado pode anunciar os seus serviços profissionais, individual ou coletivamente, com discrição e moderação, para finalidade exclusivamente informativa, vedada a divulgação em conjunto com outra atividade”.

Ou seja, com isso já conseguimos desconsiderar a informação equivocada e extremamente difundida de que o advogado não pode fazer publicidade. Pelo contrário, ele pode sim utilizar do Marketing de forma informativa, sem banalizar a profissão.

Além disso o Provimento 94/2000 é muito claro quanto a algumas práticas que vedam a publicidade profissional. Ações diretas de captação, mercantilização da profissão ou quando relacionados a sobriedade obrigatória do advogado em todas as comunicações.

Trazendo pro português claro, em se tratando de ações online, é proibido a utilização de termos como “consulta grátis”, “entre em contato comigo pelo telefone”, “ligue agora e pague mais barato”, termos relacionados a precificação e demais expressões que acabem por banalizar toda a classe profissional.

Essas leis mencionadas abordam claramente sobre a publicidade na advocacia, permitindo, assim como está expressamente escrito, a publicidade informativa citando o Provimento inclusive a possibilidade de utilizar da internet a favor do advogado.

Como aplicar o Marketing Digital na Advocacia?

Uma estratégia que se adequa muito bem com o recomendado pela legislação, é a Estratégia de Inbound Marketing, o famoso Marketing de Atração.

A intenção desse tipo de estratégia é inverter o tradicional, nesse caso, atraído pela mensagem, o cliente é quem vai atrás do escritório, buscando pela prestação de serviço do advogado.

Essa estratégia funciona basicamente em 4 etapas:

ATRAÇÃO

O ideal nessa etapa, é publicar nas redes sociais mais utilizadas atualmente conteúdos jurídicos informativos e relevantes, com assuntos aplicáveis a realidade do cotidiano das pessoas, em formato de artigos, imagens em carrossel, vídeos, e-books, aprendizados sobre algum caso que traga informações que agregue e demonstre autoridade no assunto.

ATENÇÃO! Publicar conteúdos informativos que geram valor é o caminho, mas você precisa investir em uma boa estratégia de tráfego para que esses conteúdos cheguem até as pessoas certas, até o seu potencial cliente.

CONVERSÃO

Planeje algum conteúdo personalizado para entregar a quem te acompanha em troca do e-mail dessa pessoa. Nessa etapa, você estimula o possível cliente a fazer um cadastro para receber mais conteúdos relacionados a determinado tema.

É neste momento que a sua audiência se cadastra e você tem acesso ao e-mail dela, que ela se torna um contato ativo do seu escritório, da sua base de dados.

COMUNICAÇÃO

Para que isso surta efeitos positivos, você precisa identificar as dores e desejos da sua audiência relacionado a área jurídica, para que você mantenha contato com essas pessoas através do e-mail com conteúdos relevantes de acordo com o perfil do seu cliente.

Se sua área de atuação é a área trabalhista, por exemplo, o seu foco vai ser transmitir informações relevantes relacionadas a área do Direito Trabalhista, assim as pessoas vão começar te identificar como referência nessa área, e irão lembrar de você quando precisar.

Dessa forma, o ideal é investir em e-mails personalizados com assuntos que estimulem seus leads a saber mais sobre os seus serviços, e identifiquem que eles têm algum problema que você consiga resolver.

FECHAMENTO DO CONTRATO

O que precisa ficar claro pra você, é que cada pessoa tem o seu tempo ideal de compra, e o mesmo serve para contratação de serviço.

A sua função é gerar valor, demonstrar autoridade e criar esse ciclo de comunicação personalizada, pois dessa forma no momento ideal do cliente, ele vai te procurar para solucionar a demanda dele.

É nessa etapa que o cliente te procura que você o convida para uma consulta afim de esclarecer suas dúvidas e conheça as possibilidades contratuais que se adequam a sua necessidade.

Colunista Thayane Malta
@thayanemalta

Leia também:

Dica da nutri: quanto tempo leva para criar um hábito?

Conheça os utensílios essenciais na confeitaria

O que seus olhos estão querendo dizer?



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Colunistas