Mundo Ela

Os tipos de taças para cada vinho

tipos de taças para cada vinho

Foto: Pixabay

Assim como há diversos estilos de roupa para cada ocasião, também existem diferentes modelos de taças que variam conforme o tipo do vinho a ser servido.

Além de trazer benefícios para a saúde, o vinho também é uma bebida elegante e prazerosa. Portanto, para sermos capazes de usufruir de todas as sensações que a experiência pode nos proporcionar, a escolha da taça ideal é parte importante do processo. A principal razão é que o recipiente que você utiliza pode ajudar a reforçar o visual, aromas e sabores da bebida.

Isso acontece porque os formatos das taças foram desenvolvidos justamente para valorizar os pontos fortes de cada tipo de vinho. Afinal, a degustação passa pelos olhos, nariz e boca e a intenção é conseguir aproveitar ao máximo essa experiência.

Cada tipo de taça permite que a bebida tenha contato com áreas diferentes da boca, aguçando ou diminuindo sabores. Além disso, o formato da taça também interfere na manutenção da temperatura. Por esse motivo, é tão importante saber qual é a taça ideal para apreciar o vinho escolhido.

Mas é mesmo necessário uma taça para cada vinho?

Cada vinho possui características únicas dependendo de diversos fatores, como uva, região e método de produção, o ideal é que você separe um tipo de taça para cada vinho sim.

Existem aproximadamente 400 modelos de taças no mundo, mas você não precisa de todos eles, é claro. Não quando é possível simplificar.

Acredito que cinco modelos básicos sejam o suficiente. São eles: duas taças para diferentes vinhos tintos, uma taça para brancos, uma para espumantes e outra para vinhos de sobremesa.

É bom ressaltar que boas taças são feitas de cristal transparente, com hastes longas para que seja possível segurar o copo sem ter que tocar o local onde se concentra o vinho, evitando que o calor das mãos passe para a bebida.

O tamanho da taça também diz muito sobre a bebida que ela pode receber: quando são muito grandes, elas são ideais para receber vinhos que precisam de maior contato com oxigênio. Quando são menores, elas valorizam os vinhos que devem ser consumidos rapidamente, evitando que a bebida esquente. Taças muito longas são adequadas para os espumantes, já que favorecem a formação de bolhas e realçam os aromas. Já as taças pequenas e curtas são mais indicadas para vinhos doces, de sobremesa, que são consumidos em doses menores.

Os tipos de taças

Para vinhos tintos:

Bordeaux – As taças Bordeaux são ideais para servir vinhos mais encorpados. Por possuírem o bojo grande e a borda mais fechada, evitam a dispersão dos aromas. São indicadas para os Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, por exemplo.

Borgonha – Os tintos da Borgonha são mais complexos e concentrados, produzidos quase exclusivamente com a uva Pinot Noir. As taças ideais são as em formato balão, que permitem um maior contato da bebida com o ar, liberando o aroma rapidamente.

Para vinhos brancos:

Devem ser utilizadas taças menores do que as para vinho tinto, porque o vinho branco é uma bebida que deve ser consumida mais gelada e também para que o sabor frutado seja realçado.

Para vinhos rosés:

Os vinhos rosés possuem os taninos dos tintos, mas os aromas dos brancos. Por isso, o ideal é que  a taça seja menor que a dos brancos, mas com bojo maior.

Na imagem, da mais alta para a mais baixa estão as taças Bordeaux, Borgonha e para vinhos brancos e rosés.

Para espumantes:

Nesse caso, a taça adequada é mais fina e comprida, um modelo bastante conhecido. Esse desenho, conhecido também como “flauta”, é ideal para que sejam formadas e mantidas as bolhas dos espumantes, que colaboram com o sabor e aroma. Como o volume dessa taça é pequeno, ela também não prejudica a temperatura da bebida, que deve ser servida sempre em temperaturas mais baixas.

Vinhos doces/de sobremesa:

Essas taças possuem haste, bojo e tamanho pequenos, para valorizar o consumo de vinhos mais doces, que não devem ser ingeridos em grandes quantidades.

Taça ISO: Essa é a taça padrão que se adapta para todos os tipos de vinho. São muito utilizadas em restaurantes e em eventos de degustação. Ela tem um tamanho menor do que as tradicionais taças de vinho tinto, porém com bojo maior e a boca mais fechada.

Só pra lembrar: ISO significa International Standardization Organization, a organização mundial encarregada de padronizar processos e produtos. Mais uma evidência de que vinho é prazer, mas também é coisa séria.

Por Laura Baraldi
@laurabaraldi_

Leia também:

Castração

Lições de Marketing com Rayssa Leal

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Colunistas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments