Mundo Ela

Alongamento de Cílios: mitos e verdades

imagem de um olho com destaque para os cílios alongados

Foto: iStock

O alongamento de cílios caiu nas graças da mulherada e de quem mais deseja acordar com o olhar “glamouroso”. Afinal, ter cílios longos e curvos dão charme e sensualidade ao olhar. Uma beleza supostamente inócua.

Vamos avaliar algumas dúvidas comuns? Vem comigo que vou te contar tudo sobre os mitos e verdades sobre essa técnica que ganhou o coração dos amantes de um olhar poderoso!

1. Os cílios existem para deixar os olhos mais bonitos.

Sim e não!

É verdade que os cílios existem para deixar nossos olhos mais bonitos e atraentes, mas eles também têm outras funções primordiais.

No entanto os cílios servem como uma peneira, uma barreira de proteção contra partículas que possam cair em nossos olhos, além de quebrar o fluxo rápido do ar em direção a eles.

São primeiramente elementos de proteção. Pois dentro de sua função principal, os cílios apresentam características anatômicas, que contribuem para a melhor execução de sua tarefa de proteger os olhos.

2. Posso ter os cílios do tamanho que me der vontade.

Mito!

Anatomicamente os cílios devem ter um comprimento que permita a proteção, mas sem atrapalhar o piscar. Dessa forma o tamanho ideal é de um terço da largura do olho (uma proporção mantida em vários mamíferos).

Portanto isso permite a passagem da luz, o controle da umidade dos olhos e a retenção de partículas danosas. Dessa forma, cílios longos demais podem prejudicar nossos olhos.

3. Posso deixar os meus cílios tão volumosos quanto eu achar bonito.

Mito!

O volume de cílios também é importante, pois podem pesar e dificultar a abertura completa dos olhos, levando a um efeito que lembra o sensual olhar entreaberto. Mas que, na verdade, leva a uma queda discreta das pálpebras, o que pode diminuir o campo de visão superior.

4. O alongamento de cílios atrapalha a limpeza dos olhos.

Verdade!

Os cílios naturais, quando acrescidos dos cílios artificiais, limitam o acesso à base dos cílios, pois ali se localizam glândulas próximas ao pelo e também à linha d’água dos olhos, onde as glândulas que ajudam a compor o filme lacrimal liberam sua secreção.

A presença dos cílios artificias dificulta a limpeza dessa região, uma vez que já tende a ter mais oleosidade.

Dessa forma os cílios ficando sem uma boa higiene podem servir de porta de entrada para microrganismos danosos.

5. Todo alongamento de cílios é ruim.

Mito!

Os cílios artificiais que são colocados respeitado a anatomia dos olhos e num volume que permita uma boa limpeza e nesse sentido podem embelezar sem prejudicar.

Por isso é muito importante buscar um profissional qualificado para colocar os cílios e te orientar no que será melhor para os seus olhos.

6. O alongamento de cílios pode levar a queda dos cílios naturais.

Verdade.

Os cílios têm um ciclo comum de nascimento e queda, como os outros pelos do corpo.

Portanto quando o cílio artificial é colado no cílio natural, o seu peso e a própria cola podem ajudar a desprender o fio natural antes do tempo.

7. Existem contraindicações à colocação de alongamento dos cílios.

Verdade!

Acima de tudo o alongamento de cílios é contraindicado para pessoas com alergia à cola usada para fixar os cílios, além de pessoas com doenças oculares, como olho seco, portadores de conjuntivite alérgica (que são coçadores crônicos dos olhos), ceratocone e doenças palpebrais, como a blefarite, que acomete exatamente o local onde os cílios artificiais serão fixados.

A técnica também não é recomendada aos usuários de lentes de contato. Uma vez que as lentes são um corpo estranho em contato com os olhos, o ambiente para elas deve ser muito bem higienizado. O que é difícil de se conseguir em pessoas com alongamento de cílios.

8. Meus cílios cairão junto com o alongamento. Vou ficar sem cílios.

Mito!

Os cílios são semelhantes aos outros pelos do corpo, embora guardem algumas peculiaridades.

Eles levam em torno de 40 dias para voltar a crescer. Felizmente renascem.

9. Existe o risco de perda de visão devido ao uso de alongamento de cílios.

Verdade!

Existem relatos de casos graves, incluindo lesões de córnea, como ceratite e ulceração, além de inflamações palpebrais e conjuntivais. Bem como as secundarias a alergia provocada pela cola usada na fixação dos cílios ou por bactérias alojadas neles.

Embora sejam casos raros, já aconteceram. E é necessário muito cuidado para que não aconteçam novamente.

Lembrando que, além do efeito de proteção que os cílios têm, o piscar é responsável pela liberação da lágrima e pela limpeza dos olhos.

O peso provocado pelos cílios extras, pode lentificar o piscar ou levar a um piscar incompleto, o que predispõe ao ajuntamento de secreção (remela) nos olhos, possibilitando uma maior evaporação da lágrima e causando o ressecamento deles.

Enfim, todos esses fatores, mitos e verdades, devem nos alertar para os cuidados a serem tomados na hora de escolher a melhora maneira de se embelezar.

Dessa forma nenhum procedimento estético é livre de riscos, daí a importância de profissionais capacitados e de estar alerta aos sinais de perigo.

Todas nós desejamos um olhar bonito e marcante, mas também olhos saudáveis e com visão perfeita. Por isso o nosso cuidado!

Amanhã vou fazer uma live lá no meu Instagram sobre tudo que não te contaram sobre o alongamento de cílios! Você não pode perder!

Te espero às 20h!

Por Dra Fernanda Santos
@drafernanda.santos

Leia também:

Quanto Juliette ganha?

Crenças que dificultam o processo de emagrecimento

Custo fixo e variável, você sabe distingui-los?

Bolo de cenoura de caneca



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Saúde e Cuidados
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments