Mundo Ela

Checkup de fragilidade do corpo, da mente e da alma

imagem de uma mulher em um campo com uma placa vermelha escrito "cuidado frágil" em suas costas

Foto: iStock

A fragilidade é um ponto fraco. É onde quebramos.

Reconhecer nossas fragilidades é de fundamental importância para a nossa saúde física, emocional e espiritual.

Uma razão para os checkups diversos que fazemos, seja para prevenir glaucoma, câncer ou problemas de coração, são tentativas de descobrirmos uma fragilidade antes que ela se quebre. Essa é a melhor forma de nos cuidar.

Reconhecer a fragilidade não vai fazê-la desaparecer, mas nos prepara e nos ajuda a lidar com ela.

Nossa mente também tem fragilidades. Está tão em alta falar de gatilhos mentais em marketing, não é mesmo?

Isso porque, nossa mente tem mecanismos de respostas a situações, que são tão automáticas, que chamamos de impulsos.

Às vezes, esses impulsos podem nos ajudar, mas muitas vezes, nos prejudicam. Reconhecer os pontos fracos que nossa mente tem é muito importante para a nossa saúde mental. Para não nos sentimos manipulados pelos outros, dominados.

Uma fragilidade comum em nossas mentes é a auto estima desequilibrada.

Nos considerarmos menos ou mais em relação aos outros, gera em nós, dois processos de respostas muito ruins para nós mesmos.

Se temos a auto estima baixa, às vezes fazemos, usamos, vestimos, falamos, ouvimos coisas que nem sempre nos agradam, mas fazemos isso, contra nosso próprio entendimento, porque consideramos a opinião do outro melhor que a nossa.

Isso enfraquece nossa personalidade e, mais ainda, a percepção do nosso próprio valor. É um ponto frágil que, se não for tratado, vai devagarinho nos entristecendo.

Não ter noção do próprio valor é se sentir sem importância. Não há saúde mental que sobreviva a uma quebra dessas.

O inverso da baixa estima, a soberba e o orgulho, também são fragilidades. Se sentir melhor que o outro, gera nele um desejo, silencioso ou não, de que você se dê mal. Atrai contra você a inveja e o sentimento de injustiça do outro.

Isso não tem como te fazer bem. A Bíblia descreve com precisão o fim dos soberbos: “a soberba precede a queda”.

E não falta quem deseja dar um empurrãozinho num soberbo… Por isso, o que pode parecer força, na verdade, é uma fragilidade perigosa.

As nossas fragilidades espirituais são ainda mais perigosas.

Entender a nossa existência humana, de sair do nada e voltar para o nada, nos faz parecer soltos no universo, completamente perdidos, sem sentido.

Considerar Deus, o Criador, apenas como uma energia reagente, que somente responde cosmicamente às ações e reações que surgem de cada ser, é como acreditar que o liquidificador se liga sozinho, tira as frutas da geladeira e faz um suco para você. Assim, do nada. Não faz sentido nenhum, não é mesmo? Não faz sentido acreditar que tudo veio do nada, sem que houvesse um Criador.

Essa forma de ver a vida, sem um Criador presente e participante em sua criação, pode parecer mais leve, mas solta, sem os comandos de uma religião. Mas, na verdade, nos deixa no frágil vazio da existência, sem razão de ser.

Crer e buscar conhecer o seu Criador nos completa, nos dá sentido, dá começo, meio e fim para nossa existência. E o fim é chegarmos na presença Dele.

Precisamos primeiro reconhecer nossos pontos frágeis e, em seguida, ter com eles os cuidados que merecem. Seja físico, em nossa mente ou em nossa alma. Os checkups nos ajudam nisso.

Da mesma forma que realizamos checkups para o corpo, também precisamos fazer para a nossa mente. Analisar nossas escolhas, nossos impulsos e, se necessário, buscar ajuda.

Assim como para a nossa alma. Reconhecê-la e cuidar dela na presença de Deus. Conduzi-la pelos ensinamentos de Jesus sobre o amor, o perdão e a vida eterna.

Assim, cuidando de nós mesmos, teremos saúde física, emocional e espiritual. Seremos leves em quaisquer circunstâncias.

Por Dra Fernanda Santos
@drafernanda.santos

Leia também:

Seu cachorro se lambe demais?

Campanha é emoção, mandato é ação.

Strobing

Por que viajar de carro?

Tiago Leifert substitui Faustão aos domingos até estreia de Luciano Huck



** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Saúde e Cuidados
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments