Mundo Ela

Dor ou ardência ao urinar pode ser um sinal de alerta!

Foto de Daniel Reche no Pexels

Você já teve sensação de bexiga cheia mas quando vai urinar sai só alguns pinguinhos?
Ou sente uma dor ou ardência ao urinar?
Se respondeu sim para alguma dessas perguntas fique alerta, pois você pode estar com infecção urinária.

A infecção urinária, ou também chamada de infecção do trato urinário (ITU) é uma infecção causada por micro-organismos, geralmente bactérias que invadem e se multiplicam no trato urinário.

Sabemos que as infecções urinárias são mais comuns nas mulheres por que a anatomia feminina proporciona uma maior proximidade da uretra em relação ao ânus e a vagina.

Geralmente, ocorrem na uretra ou na bexiga, porém, infecções mais graves envolvem o rim.

No entanto, os sintomas podem variar de pessoa para pessoa e também depende do local da infecção.

Quando a infecção ocorre na uretra ou bexiga os sintomas mais clássicos são:

  • Dor ou queimação ao urinar;
  • Sangramento na urina;
  • Vontade frequente de ir ao banheiro;
  • Sensação de peso na bexiga;
  • Urinar várias vezes em jatos ou pouca quantidade.

No entanto, quando há comprometimento dos rins, os sintomas podem incluir febre, dor nas costas, náuseas e vômitos.

O diagnóstico é feito pelo médico por meio de exame clínicos e laboratoriais como exames de urina e sangue e é tratada por remédios antibióticos de acordo com seu agente (bactéria) causador.

Devemos estar atentos, pois apesar da infecção urinária ser uma infecção relativamente comum, quando não tratada adequadamente pode acometer a bexiga e os rins causando complicações graves.

Como por exemplo nas gestantes, a ITU pode ser perigosa, estando associada a casos de prematuridade, baixo peso e também mortalidade perinatal (que ocorre pouco antes ou após o parto).

Foto de Daniel Reche no Pexels

Contudo, o melhor em saúde sempre será a prevenção!

Se atente aos cuidados que você pode tomar para preveni-la:

  • Beber água o suficiente para se manter bem hidratado. O recomendado é 35ml por quilo de peso;
  • Não adiar a ida ao banheiro! Se possível, vá ao primeiro sinal de vontade;
  • Evitar o uso de duchas vaginais;
  • Mulheres, ao se limparem, devem sempre utilizar o papel higiênico no sentido de frente para trás a fim de evitar que as bactérias presentes na região anal contaminem a uretra;
  • Urinar sempre após a relação sexual;
  • E, claro, ao sinal de algum sintoma procure um médico o quanto antes.

Mulher que se ama, se cuida.

Por Karina Barros
@karinafbarrosfisio

Leia também:

O que você ainda não sabe sobre o retorno de Saturno

Dicas do Álvaro: Otite Canina

Vale a pena fazer sorteio no Instagram?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments