Mundo Ela

Idosos de 64 anos começam a ser vacinados hoje

64 anos

Após revelar que ia paralisar ampliação de imunização para novos grupos por falta de doses, Prefeitura de Belo Horizonte voltou atrás e confirmou, na tarde de ontem, que vacinação seria realizada para idosos de 64 anos.

Horas depois de anunciar paralisação da ampliação da vacinação para novos grupos, a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) voltou atrás e afirmou ter doses suficientes para a vacinação de pessoas com mais de 64 anos.

“Considerando níveis de desistência e doses remanescentes de públicos anteriormente vacinados, a Prefeitura de Belo Horizonte realizou um esforço excepcional junto a todos os postos de vacinação e conseguirá ampliar a imunização para idosos de 64 anos, completos até 30 de abril. Esse público poderá ser vacinado a partir desta sexta-feira, dia 9”, disse a PBH em nota.

Além disso, a PBH informou que “parte das vacinas recebidas pelo município ainda serão distribuídas como segunda dose para os grupos vacinados anteriormente. A distribuição aos postos de vacinação será feita conforme as datas previstas no cartão de vacinação, por uma questão de segurança e controle de qualidade do armazenamento”.

Idosos de 64 anos

A vacinação dos idosos de 64 anos já está sendo realizada em Belo Horizonte, nos centros de saúde, postos fixos e nas unidades drive-thru.

Para receber a dose é necessário apresentar os seguintes documentos: identidade, CPF e comprovante de residência. Além disso, será necessário o uso de máscara e o distanciamento social deverá ser respeitado.

Para evitar aglomeração é recomendado que o idoso compareça ao local da vacinação com no máximo um acompanhante.

Os idosos acamados e com mobilidade reduzida deverão realizar o cadastro no portal de prefeitura para receberem a vacina em casa.

Para mais informações e para saber quais são os locais de vacinação acesse o site da Prefeitura.

Por Alessandra Morandi
@agentesecomunica

Leia também:

A Pandemia de desafetos

WhatsApp recebe autorização do Banco Central para realizar transferências de dinheiro

Como chegamos até a moda do conforto?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Saúde e Cuidados