Mundo Ela

Preparação para o parto: Quais os benefícios?

Foto: Pexels

Prepare-se para o encontro mais especial da sua vida!

Hoje em dia, felizmente estamos vendo um crescente movimento de mudança na assistência obstétrica no nosso país.

O que antes era visto como um procedimento “mecânico” e muitas vezes violento, “o parir e o nascer” começam a ser tratados como se deve:

Um momento único e especial na vida da mãe e da nova vida que chega.

A humanização do parto, vem como uma corrente de informação de direitos que a mulher tem em parir em qualquer instituição de saúde. Direito ao nascimento respeitoso e respeitando não apenas suas expectativas mas também os seus desejos.

Pois bem, toda essa mudança que começa, traz junto a possibilidade da mulher passar pela gestação, parto e puerpério de uma forma mais leve, mais saudável e mais feliz.

Sendo assim, a preparação para o parto do ponto de vista da fisioterapia pélvica traz inúmeros benefícios para a mãe e consequentemente para o bebê.

Esse preparo, pode começar já no início da gravidez por volta de 13/14 semanas. Quanto antes, melhor! E pode continuar até o dia do nascimento.

Nós fisioterapeutas, trabalhamos nesse sentindo. Avaliamos a gestante visando sua funcionalidade e bem estar, prevenindo possíveis disfunções que podem vir no decorrer da gestação bem como no pós parto.

Contudo, fazemos um tratamento completo preparando o períneo (músculos do assoalho pélvico), superficiais (vagina) e profundos.

É importante destacar que o tratamento vale tanto para o parto vaginal quanto para a cesariana!

Orientamos posturas, exercícios indicados e contra indicados para cada paciente e acima de tudo, para cada fase da gestação. Além disso, são tratadas as dores musculares e ósseas que podem surgir.

Foto de yankrukov no Pexels

Dito isso, é importante mostrar que a gestação leva ao aumento de fatores de risco de algumas disfunções independente da via de parto. Por exemplo: incontinência urinária, a diástase abdominal e as dores lombares.

Então, é preciso deixar claro que: se a gestante precisar ou se ela escolher fazer a cesariana, não significa que ela está livre de algumas questões. É por isso que a preparação é muito importante!

Na fisioterapia pélvica para gestante, além de tratar todas as questões que envolvem o corpo cuidamos também da parte emocional. Estamos sempre em contato com a paciente para acolher, escutar, intervir e encaminhar para outro profissional caso haja essa indicação.

Assim, a mulher se sente acolhida, amparada, muito mais segura e confiante para quando chegar a hora do encontro mais esperado da sua vida!

Os benefícios são muitos e também necessários para as grávidas. Infelizmente, na maioria da vezes, nós não contamos com esse serviço na rede pública.

Ainda é preciso percorrer um longo caminho para garantir que todas as mulheres tenham acesso a esse serviço. Diminuir a sobrecarga no sistema de saúde secundário para tratar disfunções que podem ser prevenidas é um ganho enorme para todos nós!

A assistência no momento da gestação e no puerpério, dos serviços de saúde (não médicos) como a fisioterapia e a psicologia é necessário e deve ser um direito da mulher.

Lutemos por isso!

Por Karina Barros
@karinafbarrosfisio

Leia também:

Minas Gerais: do café ao vinho

Alguns atletas olímpicos recusam vacina

Projeto amplia o acesso de mulheres ao mercado de trabalho

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Saúde e Cuidados
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments