Mundo Ela

Como transformar um Hobbie em um Negócio

FOTO: PEXELS

Os empreendimentos estão sofrendo restruturações, e uma excelente forma de se reinventar é transformar o que antes era somente um hobbie em negócio. Já parou pra pensar nisso?

Que a pandemia causada pelo Covid-19 está tendo um impacto negativo em diversos setores, não restam dúvidas, mas o que estão fazendo as pessoas que tem se destacado no mercado de trabalho em tempos tão difíceis?

Estamos vivendo um momento de total adaptação, e este pode ser o momento para a mulher mostrar o seu potencial para superação. Diversos são os projetos que estão nascendo no mercado digital por mulheres que tem a intenção de se reinventar.

A pandemia mostrou que a inovação será cada dia mais decisiva para criar e manter negócios no Brasil.

Com o mercado de trabalho sofrendo diversas alterações para se adequar à nova realidade em virtude da pandemia, os empreendimentos também estão sofrendo restruturações, e uma excelente forma de se reinventar é transformar o que antes era somente um hobbie em trabalho. Já parou pra pensar nisso?

Com as atividades comerciais impossibilitadas de funcionar normalmente, o mercado digital permitiu que as atividades antes vistas como Hobbies, se tornassem um empreendimento de alta lucratividade.

Levando em consideração que hoje em dia se fala de tudo na internet, você já pensou em transformar o seu conhecimento, sobre algo que você goste, em um curso online para ensinar o que você sabe para outras pessoas?

Vamos pensar no caso prático!

Se você é nutricionista e gosta do que faz você pode criar um curso que ensina como emagrecer utilizando seu método por exemplo. Se você é do ramo imobiliário você pode ensinar como adquirir um imóvel pagando menos. Se você e da área de educação física você pode ensinar treinos para determinado objetivo, focado em hipertrofia. Se é advogada, pode criar um curso que ensina como passar na oab, ou mesmo como aprender direito penal de forma simplificada. Se você é da área de culinária, pode fazer um curso para ensinar dietas praticas pro dia a dia, ou um curso para ensinar pratos sofisticados. E por ai vai. Tem diversos temas que podem ser explorados e ensinados em todas as áreas, e você pode optar por ensinar algo que você domine e que ama.

Mas se você está pensando que você não tem nenhuma graduação mas mesmo assim tem habilidade em algo, não se engane, você também pode criar um curso para ensinar outras pessoas. A vantagem do mercado digital é que ele não te exige diploma, ele te exige resultado. É o resultado que você promete ensinar que farão as pessoas comprarem de você.

Fiz uma pesquisa de mercado e descobri diversas pessoas que tinham hobbies aparentemente estranhos e transformaram eles em cursos digitais, que comprovadamente já lucraram mais de 6 (seis) dígitos.

Curso online de como criar rãs e manejar girinos, curso online de performance das marionetes, curso online de fase de cria para gado, curso online de beijo magnético, curso online de mensagens irresistíveis, curso online de como rezar.

Lendo isso, você ainda acha que o que você pode ensinar não tem mercado, não vai ter gente querendo comprar? Podemos passar horas lendo sobre coisas que você domina e faz no seu dia a dia, e que poderia ensinar a outras pessoas que querem aprender sobre o assunto.

Mais de 134 milhões de pessoas tem acesso a internet no Brasil, acha mesmo que você não consegue vender o seu conhecimento para pelo menos uma pessoa todos os dias?

Se você se convenceu de que isso pode dar certo pra você, transforme o seu conhecimento em um método, grave as aulas, escolha uma plataforma online para colocar suas aulas em formato de curso, e depois é utilizar das ferramentas digitais para divulgar o seu curso e vender muito, todos os dias.

Se reinventar no digital em tempos de pandemia, é a melhor opção para criar um negócio lucrativo e trabalhar com o que você ama.

Colunista Thayane Malta
@thayanemalta

Leia Também:

Como chegamos até a moda do conforto?

Dica da nutri: Como a alimentação influencia no aparecimento da acne?

Delineado de Gatinho, o queridinho de sempre e agora mais vivo do que nunca

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.