Mundo Ela

Mulheres ainda são minoria nas Olímpiadas

  • por em 22 de março de 2021
Mulheres nas Olímpiadas

A edição deste ano pode ser histórica para as mulheres nas Olimpíadas, tendo a maior delegação feminina da história

Mesmo com grandes nomes no esporte, como a futebolista Marta, a tenista Serena Williams e a ginasta Daiane dos Santos, a mulher ainda é minoria na área. A luta pela inclusão caminha de maneira devagar, porém, um passo já foi alcançado.

Desde crianças, as meninas são ensinadas a brincarem de bonecas ou de ‘casinha’, porém, quase nunca são incentivadas a praticar esportes, sendo considerado algo masculino. Isso já vem desde os primórdios, quando as Olimpíadas foram criadas, por volta do século VIII a.C, na Grécia, quando era somente voltada aos homens.

Mulheres nas Olímpiadas

A primeira edição dos Jogos Olímpicos da Modernidade, na qual se teve participação feminina, ocorreu somente em 1900, com apenas 22 mulheres, em apenas duas modalidades: tênis e golfe. Quatro anos antes, em 1896, a primeira edição dos Jogos Olímpicos da Modernidade teve a participação de 241 atletas de 14 países, porém nenhuma mulher. Ou seja, demorou-se quatro anos para que esse passo fosse alcançado.

Na época, a mulher era vista somente para ter filhos e não para praticar algum esporte. Quem começou a desafiar essa imagem foi a primeira campeã olímpica Charlotte Cooper, tenista que já era tricampeã de Wimbledon.

Além disso, somente em 2012, o sexo feminino conseguiu participar de todas as modalides olímpicas disputadas pelo sexo masculino.

Com o passar dos anos, a presença das mulheres oscilou durante as edições, tendo o auge nas últimas Olimpíadas, realizada no Rio de Janeiro em 2016, com 45% de participação.

Presença feminina pode aumentar em 2021

Histórico! A participação de mulheres nas Olimpíadas de 2021 pode ser superior a de 2016. O número pode chegar a 48%, ou seja, poderá ser a maior delegação feminina da história.

A melhor distribuição das vagas e aumento das modalidades mistas pode fazer com que esse momento histórico para as mulheres finalmente ocorra.

Outra expectativa é que a edição consagre uma rainha olímpica pela primeira vez na história.

As mulheres ainda são minoria nas Olímpiadas, no entanto, são notícias como essa que fazem com que, um grande passo na inclusão já tenha sido alcançado.

Por Lara Hinkel

Leia também:

Senado aprova projetos que garantem mais segurança à mulher

Teve seu WhatsApp clonado? Saiba como evitar

2021: o ano de Vênus

Feliz Ano Novo Astrológico

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Últimas
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments