Mundo Ela

O que falta para você ser feliz?

Ser feliz

Como dizia Manuel Bandeira:
“Vou-me embora pra Pasárgada
Lá sou amigo do rei
Lá tenho a mulher que eu quero
Na cama que escolherei…”
“Vou-me embora pra Pasárgada
Aqui eu não sou feliz…”

Mas será que a infelicidade existencial muda de endereço?

Muitas pessoas acreditam que, se estão infelizes em seu lugar comum, precisam encontrar um especial, para se sentirem bem. E qual seria esse lugar comum? Seu local habitual, provavelmente na cidade?

E o tal lugar especial? Talvez uma linda paisagem, com natureza exuberante? Ou talvez um local no qual se tem tempo e disposição para praticar atividades físicas saudáveis? Com “prostitutas bonitas” para alegrar o coração… E como se não bastasse tantas vantagens: “Lá sou amigo do Rei”…

Será que esse lugar existe? Me posicionando acima das outras pessoas e tendo direitos que vão além dos direitos delas, você realmente seria mais feliz, meu caro leitor? Ahhhh… mas ser amigo do rei… é quase como poder tudo! Vou-me embora pra Pasárgada!

Idealização

Ahhh… todas essas vantagens… quem não seria mais feliz? Mas pensando bem, o que me falta aqui? Lugares bonitos? Tempo? Amores frívolos? Poder?

A ideia da felicidade como um infindável realizar de desejos. Podemos ir ainda mais longe: a ideia de que temos o direito de ser feliz realizando todas as nossas vontades. Esse ideal de felicidade é a mãe de muitas frustrações, ansiedades e tristezas.

O que acontece no final é mudar de lugar e continuar infeliz. Porque um dia vai chover e você queria sol, ou a prostituta favorita não vai estar disponível, às vezes, foi servir o Rei. Além disso, o Rei tem outros amigos, aos quais também atende desejos malucos.

Afinal, onde está a felicidade?

Será que realmente precisamos mudar? Fugir da realidade? Talvez não seja necessário um lugar como Pasárgada ou, quem sabe, encontramos e passamos por lá. Sem parar. Sem esperar muito.

Aliás, não esperar muito, ou seja, não criar expectativas muito altas. Esse é um dos pré requisitos para felicidade. Ela, a felicidade, é mais amiga dos simples.

Encontrar a felicidade na simplicidade, nos permite ser feliz em qualquer lugar, a qualquer época, e especialmente, na companhia de quem nos ama com serenidade.

Muitas vezes sonhamos com um lugar especial, mágico, idealizamos o projeto das nossas vidas como se houvesse o momento certo em que nos tornaríamos pessoas felizes. Mas esse lugar especial é o nosso próprio coração. Precisamos bater na nossa própria porta. Conversar com nosso coração para entender nossos desejos.

Desejos esses que, muitas vezes, são vontades sem lógica, como as de uma criança mimada. Compreender quais são os nossos desejos e vontades, que realmente são bons e merecem nosso tempo e energia, é uma arte. Entender o próprio coração é ainda mais que uma arte, é também, um desafio.

Antes de ir para Pasárgada é necessário aceitar esse desafio de tentar entender o próprio coração. Decisões e atitudes movidas por desejos maus e egoístas, não vão nos levar à felicidade. Nem à Pasárgada, nem a lugar algum.

Quando visitamos nosso próprio coração, precisamos dar atenção especial ‘as mágoas. Elas tendem a ser mães de desejos loucos, muito propensos a nos fazer mal. Atitudes baseadas em mágoas tendem a gerar emoções ruins e nos levam cada vez mais longe da tão sonhada felicidade.

Os benefícios do perdão

O perdão. Palavra fácil de ouvir, difícil de dizer, e mais complicado ainda de entrar no coração. Parece que essa palavra não recebeu a senha de acesso para a alma de muitas pessoas. No entanto, o perdão apaga a mágoa. Faxina o coração, deixa ele limpinho para sentimentos bons poderem entrar.

O perdão é Divino. Nos sentimos bem quando nos sentimos perdoados por Deus. Quando perdoamos nos sentimos mais leves. Às vezes, a vida tem rumos tão tortuosos, que precisamos perdoá-la. Sim! Perdoar a vida pela forma como ela tem se apresentado.

Perdoar a vida por nos levar por caminhos tão difíceis, ou perdoarmos a nós mesmos pelas decisões erradas, e ainda mais difícil, perdoar quem nos magoou, seja por qual motivo for!

Coração limpo, desejos bons, sem expectativas mirabolantes. Quando encontrarmos esse estado de espírito, aí sim poderemos ser felizes em qualquer lugar, conquistarmos amigos verdadeiros, amores sinceros.

Se estamos infelizes por algum motivo, ou circunstância, o primeiro passo é nos direcionar para o nosso próprio coração. E não ir para um lugar distante, por melhor que pareça. Fugir não resolve nada. A felicidade está dentro de cada um de nós!

Dra. Fernanda Santos
@drafernanda.santos

Leia também:

Como será a energia de 2021 segundo a Astrologia

10 truques psicológicos para fazer com que as pessoas gostem mais de você

Casamento durante a pandemia? Veja como

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments