Mundo Ela

Você faria Turismo de Vacinação?

Turismo de Vacinação

Foto de Anna Shvets no Pexels

Visando fomentar o turismo interno muitos programas de Turismo de Vacinação tem aparecido em diversos continentes e atraído cada vez mais interessados em aliar lazer e saúde.

A oferta é atrativa: “Praias, Caribe, mojito e vacina. Tudo em um só lugar”.

Anúncios como esses tem sido feitos para atrair turistas em algumas partes do mundo.

Esse particularmente trata-se de um slogan publicitário de Cuba; país que, desde fevereiro, tem praticado o chamado Turismo de Vacinação.

O processo lento de imunização em algumas regiões, como por exemplo aqui no Brasil, tem contribuído para alavancar esse, que podemos chamar de um novo perfil de viagem. O modelo tem oferecido aos viajantes a possibilidade de aliar momentos de lazer com a oportunidade de ser vacinado contra o COVID-19.

Nesse sentido e visando fomentar o turismo interno muitos programas de Turismo de Vacinação tem aparecido em diversos continentes e atraído cada vez mais interessados em aliar lazer e saúde.

Viajantes brasileiros já estão interessados em usufruir deste nova forma de se vacinar. No entanto esbarramos em várias barreiras sanitárias uma vez que nosso país tem sido foco de novas variante do vírus.

Além disso existe em uma questão polêmica; uma vez que as vacinas fazem parte de políticas públicas de determinada região seria correto aproveitarmos de programas destinados a outras pessoas?

O fato é que muitas agências de viagem, situação que se iniciou na Europa, tem praticado esse tipo de oferta aos turistas. Porém mesmo após uma futura abertura de fronteiras para os brasileiros é preciso cautela. Nenhuma agência pode garantir que um turista será vacinado.

O viajante que se dispuser a praticar esse Turismo de Vacinação precisa se certificar de várias questões, como por exemplo, a legalidade desse tipo de turismo no país de destino, bem como outras condições que possam ser exigidas.

Saiba quais países estão vacinando turistas:

Cuba – A vacina Cubana foi desenvolvida na Ilha. Não tem dados comprovando a eficácia do imunizante.

Ilhas Maldivas – Criaram um programa que irá começar a vacinar os turistas quando toda a população estiver vacinada: Programa 3 V – Visite, Vacina e Férias (vacation, em inglês)

Rússia – Qualquer pessoa pode receber uma dose gratuita da vacina russa. No entanto brasileiros precisam ter dupla cidadania (por exemplo europeia) e fazer quarentena ao chegar ao país.

Nova York – O prefeito da cidade confirmou no dia 11/05 que a cidade está pronta para vacinar turistas. No entanto brasileiros continuam proibidos de entrar nos EUA. A saída pode ser uma quarentena em um terceiro país, como por exemplo o México, para, após 14 dias, conseguir entrar nos EUA (desde que tenha visto válido e cumpram outros requisitos que possam ser determinados pelas autoridades locais).

Portanto o momento é de alerta. Sair do país para se vacinar no exterior deve ser uma viagem muito bem planejada para evitar golpes e outros tipos de transtornos.

Por Luciana Ferreira
@insightconsultoriaviagens

Leia também:

BH reabre cadastro para vacinação contra a Covid-19

10 dicas para conciliar família com o trabalho em home office

Gatilhos mentais: por que eles são essenciais para a sua estratégia?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Viagens
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments